Chegou a vez do Oscar

Após a postagem do Globo de Ouro, só me resta falar sobre as indicações ao Oscar 2011. Acertei pouca coisa no Globo, mas eu sou melhor no Oscar. A academia, por mais que as vezes coincida com demais premiações, tem um núcleo bastante diferente. Sem lenga-lenga, vamos ao que interessa.

Melhor Filme

Cisne Negro
O Vencedor
A Origem
O Discurso do Rei
A Rede Social
Minhas Mães e Meu Pai
Toy Story 3
127 Horas
Bravura Indômita
Inverno das Almas

A categoria de melhor filme já foi mais séria. A academia vem tendo tanta dificuldade em escolher cinco filmes para indicar que colocam dez de uma só vez. Talvez seja medo da crítica ficar achando que tal filme merecia ao menos uma indicação, só que assim é fácil. Quem merece mesmo estará entre um monte de tapa buracos. Felizmente, com dez indicações, 127 Horas acabou entrando na lista. Mas eu já desisti de insistir nisso e entendi que os preferidos são A Rede Social ou O Discurso do Rei. Com certeza fica entre esses dois, pendendo um pouco mais para o segundo, mas com uma diferença de apenas 1%.

Melhor Diretor

Darren Aronofsky – Cisne Negro
David Fincher – A Rede Social
Tom Hooper – O Discurso do Rei
David O. Russell – O Vencedor
Joel e Ethan Coen – Bravura Indômita

A categoria de melhor diretor é sempre muito complicada. Todos que estão presentes representam, de certo modo, os verdadeiros melhores filmes que a academia não teve coragem de deixar sozinhos anteriormente, afinal, nenhum filme se sustenta sem uma boa direção. Porém, nem sempre o melhor filme tem a melhor direção. Nessa relação eu não colocaria nem David O. Russell, nem os irmãos Coen na lista. O Vencedor tem seus méritos, mas a direção não é lá grande coisa. Já os irmão Coen têm uma ótima qualidade, mas já caíram no gosto da academia e da crítica, apenas por um filme ou outro, se tornando algo repetitivo na premiação. Eu incluiria na lista Danny Boyle, por 127 Horas, e Christopher Nolan, por A Origem. Mas como o assunto é quem deve ganhar a estatueta, minhas apostas aqui estão em David Fincher.

Melhor Ator

Jesse Eisenberg – A Rede Social
Colin Firth – O Discurso do Rei
James Franco – 127 Horas
Jeff Bridges – Bravura Indômita
Javier Bardem – Biutiful

Todos já estão cansados de saber a minha preferência. Eu gostaria que James Franco ganhasse, mas nessa categoria é muito improvável que Colin Firth não vença. Ele já está na corrida pelo Oscar, fazendo parte de grandes elencos, há algum tempo e já foi indicado uma vez – Direito de Amar (2010). Levou o Globo de Ouro esse ano e nessa categoria a coincidência não é tão rara. Para mim não restam dúvidas que o Oscar será dele.

Melhor Atriz

Nicole Kidman – Reencontrando a Felicidade
Jennifer Lawrence – Inverno da Alma
Natalie Portman – Cisne Negro
Michelle Williams – Blue Valentine
Annette Bening – Minhas Mães e Meu Pai

Aqui não é necessário pensar muito. Natalie Portman será a escolha mais fácil do Oscar. Eu arriscaria em dizer que sua vitória seria unânime se alguns amigos e puxa sacos de Nicole Kidman e companhia não fizessem parte dos votantes. Mas com certeza Portman terá uma larga vantagem.

Melhor Ator Coadjuvante

Christian Bale – O Vencedor
Jeremy Renner – Atração Perigoso
Geoffrey Rush – O Discurso do Rei
John Hawkes – Inverno da Alma
Mark Ruffalo – Minhas Mães e Meu Pai

Essa lista de indicados à melhor ator coadjuvante está muito estranha. Jeremy Renner não é um bom ator, nem mesmo coadjuvante. Ano passado ele tinha sido indicado à melhor ator. Será que é falta de opção? John Hawkes talvez esteja bem em Inverno da Alma, mas esse é ainda um dos poucos filmes que não assisti. Mark Ruffalo é um ator até legal, mas continuo achando que a academia está sofrendo com poucas opções. Geoffrey Rush é um ídolo e Christian Bale tem uma facilidade incrível de moldar o corpo. Acredito que Bale nunca irá receber o prêmio de melhor ator, mas de coadjuvante será entregue à ele no dia 27 de Fevereiro de 2011. Pode anotar.

Melhor Atriz Coadjuvante

Amy Adams – O Vencedor
Helena Bonham Carter – O Discurso do Rei
Jacki Weaver – Animal Kingdom
Melissa Leo – O Vencedor
Hailee Steinfeld – Bravura Indômita

Mais uma categoria com opções difíceis. Minha preferia é Amy Adams, a preferida do Globo de Ouro foi Melissa Leo e a preferida de muitos críticos é Jacki Weaver. Complicado, hein? Pois é. A minha preferida já foi indicada três vezes e nunca saiu vitoriosa da disputa. Acho que dessa vez ela merece, até pela concorrência não ser tão forte assim como em outros anos.  Aposto nela.

Melhor Filme de Animação

Como Treinar o Seu Dragão
O Mágico
Toy Story 3

Não preciso dizer nada, né? Como Treinar o Seu Dragão é muito bom, mas Toy Story 3 não tem concorrentes.

Melhor Filme Estrangeiro

Biutiful
Fora-da-lei
Dente Canino
Incendies
Em um Mundo Melhor

Mais uma vez o Brasil fica de fora. Não assisti nenhum dos filmes estrangeiros desse ano, mas acredito que, pela indicação de Javier Bardem ao prêmio de melhor ator, Biutiful leve.

Melhor Direção de Arte

Alice no País das Maravilhas
Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte I
A Origem
O Discurso do Rei
Bravura Indômita

Cada filme mais lindo que o outro. Alice não ficou tão bem finalizado, mas a sua arte é deslumbrante. A Origem está demais, mas bate de frente com algo que a academia gosta muito em O Discurso do Rei. Bravura Indômita é um western com uma arte simples, porém boa. Por fim, e não menos importante, está Harry Potter, que infelizmente não tem chances dessa vez. Minha aposta vai para O Discurso do Rei.

Melhor Fotografia

Cisne Negro
A Origem
O Discurso do Rei
A Rede Social
Bravura Indômita

Já é hora do diretor de fotografia que trabalha com os irmãos Coen ganhar um Oscar. Não apenas por isso, é a única coisa que realmente me chamou a atenção em Bravura Indômita. Gosto das demais, mas minha escolha é a última.

Melhor Figurino

Alice no País das Maravilhas
I am Love
O Discurso do Rei
The Tempest
Bravura Indômita

Difícil, e talvez eu erre feio, mas fico com Alice no País das Maravilhas. O Discurso do Rei e Bravura Indômita tem excelentes figurinos, mas a fantasia e o exagero de Alice pode predominar. Apostado.

Melhor Montagem

Cisne Negro
O Vencedor
O Discurso do Rei
A Rede Social
127 Horas

Aqui é a melhor chance de 127 Horas, que tem uma montagem incrível, mas é próvavel que A Rede Social leve. Por isso vou apostar no indicado mais sólido que é A Rede Social mesmo.

Melhor Documentário

Lixo Extraordinário
Exit Through the Gift Shop
Inside Job
Gasland
Restrepo

Não tivemos um filme brasileiro indicado na categoria de melhor filme estrangeiro, mas tivemos um aqui. Lixo Extraordinário já ganhou muita atenção e foi bastante elogiado. Minha aposta é para ele.

Melhor Documentário em Curta-Mentragem

Killing in the Name
Poster Girl
Strangers no More
Sun Come Up
The Warriors of Qiugang

Não sei de nada. Não vi nada. Não conheço ninguém. Chuto, totalmente sem rumo, em Strangers no More depois de uma pequena pesquisa.

Melhor Trilha Sonora

Alexandre Desplat – O Discurso do Rei
John Powell – Como Treinar o Seu Dragão
A. R. Rahman – 127 Horas
Trent Reznor e Atticus Ross – A Rede Social
Hans Zimmer – A Origem

Trent Reznor e Atticus Ross captaram muito bem o clima de A Rede Social. Sou um fã maluco de Hans Zimmer, além de adorar a trilha sonora de A Origem. Alexandre Desplat também compôs uma ótima trilha, se baseando em Beethoven. Mas não posso deixar algo que mexeu comigo passar em branco. A Rede Social na cabeça.

Melhor Canção Original

“Coming Home” – Country Strong
“I See the Light” – Enrolados
“If I Rise” – 127 Horas
“We Belong Together” – Toy Story 3

Mais uma vez aposto em “Coming Home”. A música é linda!

Melhor Maquiagem

O Lobisomem
Caminho da Liberdade
Minha Versão para o Amor

Sem muitos nomes interessantes nessa categoria. Pela dificuldade e maior detalhe, acredito que O Lobisomem leve.

Melhor Curta-Metragem animado

Day & Night
The Gruffalo
Let’s Pollute
The Lost Thing
Madagascar, Camet de Voyage

Essa categoria está pior para apostar que em curtas de documentários. Sinceramente eu não sei. Sem apostas aqui.

Melhor Curta-Metragem

The Confession
The Crush
God of Love
Na Wewe
Wish 143

Mais uma categoria sem aposta.

Melhor Edição de Som

A Origem
Toy Story 3
Tron: O Legado
Bravura Indômita
Incontrolável

Aqui fico entre Tron e A Origem. Toy Story 3 também é bem aceitável, mas na minha opinião o Oscar de melhor edição de som fica com A Origem.

Melhor Mixagem de Som
A Origem
Bravura Indômita
O Discurso do Rei
A Rede Social
Salt

Tron não apareceu. Pelo visto adoraram sua edição, mas a mixagem deixou a desejar. Só me resta escolher A Origem.

Melhores Efeitos Visuais

Alice no País das Maravilhas
Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte I
Além da Vida
A Origem
Homem de Ferro 2

Acredito que nessa categoria não há como A Origem não ganhar. Fala-se muito de Além da Vida, mas o trabalho feito no filme de Nolan é muito mais trabalhado e longo.

Melhor Roteiro Adaptado

A Rede Social
127 Horas
Toy Story 3
Bravura Indômita
Inverno da Alma

Já me disseram que o trabalho de adaptação de 127 Horas não foi tão brilhante quanto a realização do filme em si. Porém, não são minhas palavras, já que nunca li o livro de Aron Ralston. Por isso é a categoria em que ele está presente que menos me enche os olhos. Mais uma vez A Rede Social ganha minha preferência.

Melhor Roteiro Original

Minhas Mães e Meu Pai
A Origem
O Discurso do Rei
O Vencedor
Another Year

Eu ficaria sem dúvida com A Origem, mas O Discurso do Rei deve levar essa também. É difícil demais gostar de um filme, achar que ele merece, mas ter quase certeza que outro irá ganhar. Já que é uma aposta, a razão tem que vir antes do coração.

O Oscar 2011 vai ao ar dia 27 de Fevereiro. A Globo irá transmitir, como todo ano, a premiação. Eu indico acompanhar pelo TNT, que também fará a cobertura.

Universo Alternativo é um blog de entretenimento (ou não), criado em meados de 2009 e, quando nada deu certo, foi morto e reinventado a partir do zero (em 2014) como se nada tivesse existido antes. Gerado diretamente do Caos (Caos), assim como seus irmãos Nyx (Noite) e Érebo (Escuridão), UA é a personificação dos universos paralelos existentes no Cosmos. Para um melhor entendimento sobre o assunto, indicamos o estudo de mitologias de um modo geral.

Deixe uma resposta