O que você anda jogando?

Eu sempre fui fascinado por jogos de estratégia. Um dos que eu mais joguei e serei fã eternamente é Age of Empires. Acho que todos conhecem ou pelo menos já ouviram falar desse grande game. Ultimamente eu tenho acompanhado um outro jogo do gênero, chamado Civilization. Ele também é um jogo antigo, bastante conhecido, mas com suas particularidades que o diferencia dos demais jogos de estratégia.

No começo Civilization pode parecer chato, e de fato é, mas isso muda conforme vamos pegando a manha e entendendo cada uma de suas funções. O que mais difere ele dos demais games de estratégia é que existem turnos para cada jogador. Ou seja, ninguém faz algo ao mesmo tempo. É necessário aguardar o seu adversário realizar seus movimentos e seus comandos para que você possa jogar novamente. O sistema é basicamente similar ao de um jogo de tabuleiro. É por isso que no começo ele é chato, pois estamos muito acostumados com outros games que usam sistemas mais dinâmicos, e não é preciso parar para aguardar o adversário. Esse sistema implica em várias coisas que nos faz pensar e realizar estratégias de uma forma mais organizada. Para mover tropas, por exemplo, é necessário ficar de olho em quantas casas ela consegue andar. A maiora anda duas casas, mas existem formas de mudar isso – construir estradas ligando cidades é uma delas. Outro exemplo disso são também as pesquisas de recursos e as construções. Cada uma delas requer uma quantidade de turnos para ser terminada, sendo assim, é possível se programar melhor. Já nos outros games, como o Age of Empires, cada pesquisa ou construção é determinada por tempo (minutos ou horas).

Civilization possui algumas civilizações disponíveis para escolhermos. EUA, Inglaterra, França, Alemanha, China, Russia, Japão, Grécia, Roma, Pérsia, e alguns outros. Todas tem suas especialidades, seja em unidades terrestres, aéreas e aquáticas ou em pesquisas. Conforme se avança pelas eras, é preciso assinar leis que ajudam de alguma forma. Essas leis são importantes, pois identificam sua posição naquele determinado período do jogo. Você pode seguir uma política de paz, assinando leis onde a felicidade de sua população aumenta. Pode seguir uma política militar, onde suas tropa recebem bônus em ataque, defesa, ganham mais experiência e etc. Pode seguir uma política cultural, ganhando bônus na educação do povo, gerando artistas, entre outros. Enfim, existem muitas opções de crescimento. Por isso o jogo nos dá várias opções de vitória, sendo pelo domínio total das terras, pela diplomacia de maior sucesso, pela cultura mais avançada, pela tecnologia e por aí vai.

Os recursos ficam espalhados pelo mapa, e cabe a você estender sua cidade e se tornar dona daquele recurso em questão. Ele pode ser baseado em alimentação, finanças ou produção. A alimentação é produzida através de fazendas, enquanto as finanças e a produção podem ser através de minérios ou por outros tipos de recursos. Em determinadas eras é necessário o descobrimento e uso de recursos específicos para gerar tropas avançadas, como petróleo, ferro, alumínio e etc.

Civilization é muito grande e lotado de opções de estratégia. É difícil colocar aqui tudo que ele apresenta, por isso peço a quem tem interesse de conhecê-lo a ir atrás. Reforço que ele requer paciência, já que como mencionei é um game de turnos e não é muito dinâmico. Lembre-se de War, o jogo de tabuleiro. É uma versão virtual dele, mas claro que muito mais complexo. Se você tem paciência, não se incomoda em pensar e se amarra em jogos do gênero, não vacile e divirta-se. Ah! E prepare-se para ficar muuuuuito tempo em frente ao pc.

Universo Alternativo é um blog de entretenimento (ou não), criado em meados de 2009 e, quando nada deu certo, foi morto e reinventado a partir do zero (em 2014) como se nada tivesse existido antes. Gerado diretamente do Caos (Caos), assim como seus irmãos Nyx (Noite) e Érebo (Escuridão), UA é a personificação dos universos paralelos existentes no Cosmos. Para um melhor entendimento sobre o assunto, indicamos o estudo de mitologias de um modo geral.

Deixe uma resposta