Os Contos de Fadas Originais

(Ilustração de jeftoon01)

Os contos de fadas são (provavelmente) nossa primeira forma de contato com a literatura e o mundo da “contação de histórias”,

afinal quem nunca ouviu falar da Cinderela, da Branca de Neve ou da Pequena Sereia?

O que pouca gente conhece é que, essas histórias, que de tão antigas, que ninguém sabe extamente quando começaram a ser

contadas, são originalmente muito mais macabras e violentas do que os filmes felizes e cheios de mensagens positivas da
Disney nos mostrou:

Chapeuzinho Vermelho: Na versão original (de Charles Perrault), chapeuzinho é uma menininha que recebe falsas instruções

quando pergunta ao lobo sobre o caminho até a casa da vovó. No fim, ela é devorada pelo lobo, sem nenhum caçador ou vovozinha
para salvar o dia. A moral da história é que não se deve falar com estranhos. Ou você pode acabar “comido”.
Branca de Neve: No conto original, além do coração, a rainha pede também o fígado e os pulmões da Branca de Neve, para servir

no jantar. A princesa também não acorda com nenhum beijo mágico, e um tombo do cavalo do príncipe (que a estava levando para
o castelo) que faz ela cuspir o pedaço envenenado da maça e acordar. Agora, o que o príncipe queria fazer com o corpo
desfalecido de uma garota é algo que vou deixar para vocês decidirem. Na versão dos irmãos Grimm, no final a rainha má é
forçada a dançar até a morte usando sapatos de em brasas.

A Bela Adormecida: o conto original, a jovem princesa adormece por causa de um fio de linho amaldiçoado que entra embaixo da

sua unha. O Rei então, a tranca em um quarto do castelo para esquecer sua dor. Um tempo depois um outro rei caçando por lá,
descobre a princesa e a estupra. Depois de nove meses, nascem duas crianças (sim, com ela dormindo). Uma das crianças chupa o
dedo da mãe, retirando o fio de linho que fazia ela dormir. A princesa acorda para saber que é mãe de gêmeos. É.

Cinderela: A única grande diferença nessa história são as irmãs de Cinderela cortam partes dos próprios pés para que eles

caibam no sapatinho de cristal. Só que ele é avisado por dois passáros que bicam os olhos das irmãs, deixando elas cegas.

A Pequena Sereia: No original, Ariel quando vira humana, além de perder a voz, sente a dor de pisar em mil facas a cada passo

que dá. Isso tudo para ver o príncipe casar-se com outra (afinal ela só tinha 15 anos). Como o princípe não se apaixonou por

ela iria morrer, mas suas irmãs conseguem um acordo com a bruxa, vendendo seus cabelos em troca de uma faca que, se enterrada
no coração do príncipe, libertaria Ariel da maldição. Sem coragem de assassinar seu amor, ela se atira ao mar, onde vira
espuma.
E então, o que acharam da versão original dessas histórias? Conhece alguma que eu não citei no post? Os comentários estão aí pra isso!


4 Comments

  • Gih Leigh

    9 de agosto de 2010 at 9:07 pm

    PERFEITO O POST ROH, demais… faz tempo que eu to tentando achar esse livro, nunca encontro… Tem sim muito mais contos de fadas que nas originais nem são tão de fadas assim… Os irmãos Grimm são os melhores né? Temos a original de Alice, que não lembro te dizer agora o que acontecer… a dos três porquinhos que é puro canibalismo, e nem animais eles são (bem, são humanos), pinóquio e tantas outras que, se vc for analisar, se tornariam perfeitos filmes de terror. Acho que a indústria cinematografica nunca apostou nesses contos por poder tirar a ilusão das pobres crianças né? Mas que teriam a mim como publico, isso não posso negar… odeio contos de fadas e princesinhas… o

    Responder
  • Guxta

    10 de agosto de 2010 at 11:16 am

    Eu tenho esse livro em capa dura, mas nunca cheguei a lê-lo. Só que eu tenho uma leve impressão que, mesmo sendo intitulado como os contos dos irmãos Grimm, elas não são tão bizarras assim.

    Vou até dar uma confirmada. Se for realmente esses bizarros contos, lerei de imediato! hehehe…

    Responder
  • Lena Victim U2

    10 de agosto de 2010 at 1:53 pm

    Eu já achei esse livro dos irmãos Grimm mas a grana não me acha,culpa minha gasto tudo com cds e dvds,fail pra mim!
    Adorei demais o post,e tinha ouvido essas histórias de um professor de literatura que queria que aprendessemos como as coisas realmente são,ótimo teacher né!

    Responder
  • @depoiseutedou

    11 de agosto de 2010 at 4:44 pm

    Tenho a coleção dos Irmãos Grimm, acho que foi as primeiras histórias que li na minha vida. Sempre gostei mais do lado ''real'' e ~~macabro~~ que o estilo disney. é.

    Responder

Deixe uma resposta